+

08/06/2015

Conheça chassis de ônibus urbano


Conheça chassis de ônibus urbano

O conceito ao comprar um carro é diferente de comprar ônibus, iniciando essa diferença na hora de obter os veículos, pois exceto o micro-ônibus que é vendido em concessionária assim como os carros, a maioria dos ônibus é vendida sob encomenda.

Existe uma vasta mistura de combinações entre diferentes modelos de carroceria e chassi, principalmente para quem precisa administrar uma frota grande. Mas muitas empresas preferem optar por uma padronização de modelos, tanto para carrocerias como para os chassis, sendo essa a opção mais barata, visto que não há necessidade de treinar várias pessoas para cada modelo de veículo.

A carroceria é o elemento fundamental que torna o ônibus em um veículo de transporte de pessoas. Avistando um ônibus externamente, tudo que se vê é a carroceria, exceto as rodas e pontas de eixo. Já para os chassis requer mais detalhes, pois ele é o conjunto que move o ônibus. Envolvendo toda a sustentação da carroceira com suspensão, transmissão, motor, câmbio, freios entre diversos outros. Contudo as diferenças dos modelos de chassis são mínimas comparadas aos modelos de carrocerias. Mas de uma forma geral os chassis modelam algumas características da carroceria, e duas delas merecem destaque especial:

  • Distância entre os eixos: alguns chassis possuem o segundo eixo mais próximo do primeiro, enquanto outros alongam o entre-eixo do ônibus, optando por ter uma grande distância entre o primeiro e o segundo eixo. O mesmo é válido para a distância entre o segundo e o terceiro eixo, no caso de ônibus com três eixos;
  • Balanço dianteiro e traseiro: denomina-se balanço do espaço entre o eixo e a frente ou a traseira do veículo. Alguns chassis possuem balanços dianteiros curtos, pois a distância entre o início da frente do veículo vai até o eixo dianteiro, o que ajuda o veículo a não raspar a parte da frente em valetas;
 

Tipos de chassis e posição do motor de ônibus urbano

Ao comprar ônibus atente-se a posição do motor, pois ele diz muito a respeito da correta aplicação dos chassis e interfere nos fatores:

  • Espaço: a posição do motor interfere no espaço para guardar as bagagens dos passageiros;
  • Aplicação: os chassis devem ser posicionados de acordo com o tipo de ônibus, no caso de ônibus que enfrentam trechos onde a pavimentação é ruim, com terra, lama etc. devem ser encarroçado em chassis com motor dianteiro, pois são os com melhor rendimento neste tipo de terreno, por exemplo;
  • Encarroçabilidade: em função da posição do motor, o chassi poderá ou não ser encarroçado em determinados tipos de carrocerias;
 
  • Conforto: o conforto depende de acordo com a posição do motor. Havendo três posicionamentos clássicos para o motor de chassis para ônibus:
  • 1.Dianteiro: para esse tipo de modelo é muito comum se usar em ônibus urbano, metropolitanos e rodoviários para curtas distâncias. Tendem a ser ágeis para o tráfego urbano, onde paradas e saídas são frequentes.
  • 2. Central: adequados para ônibus urbanos como rodoviárias. Esse tipo de motor localizado sob o piso do veículo causa trepidação e do ruído para os passageiros, mas ainda menos perceptível quanto do dianteiro.
  • 3. Traseiro: os modelos com motores traseiros atualmente equipam os ônibus rodoviários de luxo. Sendo os mais silenciosos e confortáveis, não causando muito ruído e nem trepidações. O ponto negativo é o acúmulo de calor na região traseira do veículo, mas esse problema tem sido amenizado por um melhor isolamento térmico.

Ao comprar um ônibus urbano é importante se atentar a cada detalhe, colocando principalmente os tipos chassis em questão para o conforto e agilidade do veículo.