+

02/05/2013

Encomendas de Superarticulados Millennium BRT chegam a 100 unidades



Veículo tem 23 metros de comprimento e capacidade maior que os articulados habituais. Outras cidades podem ter veículos deste porte.

A encarroçadora de ônibus Caio divulgou na terça-feira, dia 30 de abril, que o número de unidades encomendadas do modelo Millennium BRT Superarticulado chega a 100 apenas para empresas de serviços urbanos de São Paulo.

Já há veículos na configuração que foram entregues para a VIP – Viação Itaim Paulista, do Grupo Ruas, que também controla a fábrica de carrocerias. No entanto, os modelos devem ser vendidos para outros grupos da capital paulista, que está ás vésperas de uma licitação dos serviços de transportes.

De acordo com a Caio, o modelo tem capacidade maior de transporte em comparação aos ônibus articulados habituais que são de menor porte. O veículo possui 23 metros de comprimento, ante os 18 m ou 18,6 metros na maior parte dos modelos articulados.

A encarroçadora informa que é possível transportar ao todo 175 passageiros, sendo 117 em pé e 58 sentados, além do espaço para cadeira de rodas e cão guia para acompanhar pessoas com problemas de visão. Esse número, segundo a fabricante, chega a ser 30% maior que em comparação aos articulados já em operação.

O tamanho e a capacidade maiores se dão devido à configuração do chassi. No segundo carro, aquela parte após a articulação, em vez de um eixo, são dois, o que deixa o veículo maior e mais resistente. O chassi é da Mercedes Benz, O 500 UDA.

Há negociações para o modelo ser comercializado em outras cidades, mas ainda não foram revelados quais municípios podem receber o novo ônibus.

Entre os opcionais, o ônibus vem com ar condicionado, sistema multiplex computadorizado que monitora as funções da carroceria, e portas do lado esquerdo.

A Caio e a Mercedes Benz desenvolverem respectivamente a carroceria e o chassi com vistas aos novos investimentos das cidades em sistemas de ônibus de maior capacidade, como o BRT – Bus Rapid Transit, que fazem parte da matriz de transportes de cidades que vão sediar a Copa do Mundo de 2014 e municípios contemplados pelo PAC da Mobilidade.

A encarroçadora também destaca as poltronas injetadas feitas pela própria empresa que garante que são mais leves, confortáveis e de fácil manutenção.

Por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN.