+

13/12/2013

Governo eleva a 6% taxa do PSI para aquisição de veículos pesados em 2014


Governo eleva a 6% taxa do PSI para aquisição de veículos pesados em 2014

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, divulgou na quarta-feira, 11, as novas taxas de juros para 2014 da linha de financiamento Finame PSI, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A taxa para aquisição de ônibus, caminhões, máquinas agrícolas e de construção, bens de capital e do programa Pro-Caminhoneiro subirá a partir de 1º de janeiro de 4% para 6% ao ano. Segundo o ministro, o índice ainda é bastante atrativo para o investimento, pois está bem próximo da inflação de 5,5%.

A taxa para projetos de inovação subirá de 3,5% para 4% ao ano em 2014. Já o PSI para exportação vai saltar de 5,5% para 8% no ano que vem. “O PSI terá continuidade no próximo ano com alguns ajustes de taxas, que crescerão um pouco acompanhando Selic e conjuntura”, explicou Mantega em evento em Brasília pela manhã.

ORÇAMENTO

Segundo informações do jornal Valor Econômico, em reunião com empresários na Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ministro disse, de acordo com participante, que o orçamento do programa PSI deverá ser reduzido em até R$ 25 bilhões no ano que vem. Ficaria entre R$ 75 bilhões a R$ 80 bilhões. O valor total previsto para 2013 foi de R$ 100 bilhões.

O corte nos financiamentos seria necessário por causa da perda de credibilidade da política fiscal acentuada pelos repasses de mais de R$ 300 bilhões que o Tesouro Nacional fez ao BNDES. Com as críticas, o governo decidiu enxugar o banco estatal, que deve focar sua atuação principalmente no financiamento de infraestrutura e grandes empresas.

Fonte: Automotive Business