+

01/11/2016

Marcopolo desenvolve poltrona “antissono” para motoristas


Marcopolo desenvolve poltrona “antissono” para motoristas

A Marcopolo está desenvolvendo uma “poltrona antissono” para seus ônibus. O protótipo, que está em fase de testes, foi apresentado pelo gerente de design e inovação da companhia, Petras Amaral, no Congresso SAE Brasil, na última quinta (27) em São Paulo. O dispositivo está sendo elaborado intermédio do Innovation Center da empresa, em parceria com o Centro Multidisciplinar de Sonolência e Acidentes e a Woodbridge. A nova poltrona tem como objetivo prolongar o estado de alerta e atuar durante as fases de sonolência e fadiga do motorista de veículos pesados e, assim, reduzir os acidentes causados no transporte de pessoas e de carga. Batizada de Antisleep Seat, é equipada com dispositivos de distração mecânica e fisiológica que atuam para prolongar o estado de alerta nesses profissionais nos momentos e horários críticos. As empresas desenvolveram em conjunto a patente de um sistema de monitoramento de fadiga para motoristas, por intermédio de estímulos provocados pela poltrona. Estudos apontam que os principais motivos e causas da sonolência ao volante são fadiga física e mental, privação e restrição de sono, muitas horas acordado (mais de 16), situações de monotonia e homeostasia corpórea por resfriamento da temperatura central associados a esses fatores. No futuro as empresas já preveem a integração desta com dados do padrão de sono dos motoristas, bem como da gestão de frota dos operadores em tempo real. Os testes finais e a apresentação da poltrona a clientes e operadores estão previstos para ocorrer entre o final deste ano e o início de 2017. Fonte e Imagem: Marcopolo - Divulgação