+

24/05/2017

Marcopolo renova fôlego em ônibus urbanos com Torino S


Marcopolo renova fôlego em ônibus urbanos com Torino S

Como forma de recuperar sua participação no mercado de ônibus urbanos, a Marcopolo apresenta a nova versão Torino S, de Soluzione, em alusão às soluções voltadas ao baixo custo de manutenção e operação que o veículo pretende proporcionar ao cliente. Baseado no Torino G7, lançado em 2013, a nova versão S recebeu cerca de trinta modificações a fim de facilitar na rapidez da manutenção em benefício do bolso do frotista. “O Torino S representa uma solução para que as empresas possam ser mais rentáveis”, afirma o diretor de operações comerciais e marketing, Paulo Corso, durante a apresentação do modelo na fábrica da Marcopolo Rio, antiga Ciferal, localizada em Xerém, na região de Duque de Caxias (RJ). “Analisamos os hábitos de compra dos principais clientes brasileiros e buscamos a padronização de componentes e opcionais, reduzindo o tempo para a entrega do produto. Este é, neste momento, um importante diferencial, pois faz com que o cliente coloque o novo veículo em operação mais cedo”, explica Corso. “São alterações que para nós não significam muito, mas para o operador faz toda a diferença. Embora ele não seja mais barato que o Torino normal, deve trazer uma economia entre 5% e 10% no custo total da operação.” Serão 24 diferentes configurações para os cinco principais modelos de chassis urbanos vendidos no Brasil, de 11,2 m até 13,2 metros de comprimento e que são responsáveis por 80% da fatia do mercado de urbanos no País, sendo os Mercedes-Benz OF 1519, OF 1721 e OF 1721 L e os Volkswagen VW 15.190 OD e VW 17.230 OD. A meta da empresa é a venda de 1 mil unidades neste ano e que o produto represente de 60% a 70% das vendas para o segmento. Para isso, a Marcopolo revisou toda a sua estrutura de produção, para torná-la mais eficiente e rápida a fim de entregar o novo produto na metade do tempo de um modelo tradicional. Além disso, a unidade Rio está dedicando uma linha exclusiva para a fabricação do Torino S. “Após a compra, há uma demora de uns 60 dias para o cliente receber o veículo pronto. Com a linha dedicada a esse produto na fábrica, uma vez entregue o chassi, com 30 dias o cliente estará com o seu ônibus.” Segundo o diretor de operações industriais da Marcopolo Rio, Lusuir Grochot, houve pouco investimento para pequenas alterações em uma linha dedicada, que estava parada devido à ociosidade do setor, que gira em torno dos 70%. “Nesta linha, testamos e validamos todos os processos, baseado no sistema lean, e investimos no treinamento dos funcionários para que todos os 700 empregados hoje pela Marcopolo Rio tenham capacidade de fazer o Torino S quando sua demanda começar a subir.” O balanceamento de produção está preparado para até 10 carrocerias por turno em uma única linha de montagem. Fonte: Automotive Business Imagem: Bigstock by Casanowe